SOLICITE ORÇAMENTO: WhatsApp 48 9 9962.0898

                    Avalie nosso atendimento.
Toggle Bar

Champagne ou Espumante?

Por Regina Celi Sabbi Essenburg Sommelier

Para inaugurar esta coluna, nada mais oportuno do que iniciar um passeio pelo universo dos champagnes e espumantes. Seu frescor nos atrai, a delicadeza do seu perlage nos remete para o lado da sensualidade, leveza e descontração. 

Essa fabulosa bebida teve na sua história a notável participação de grandes mulheres, consideradas  “contemporâneas” para a sua época.
Don Pérignon fez do champagne o vinho dos príncipes. No século XVIII dizia-se que, quem tomava de uma boa garrafa, ficava preso a essa bebida pelo resto da vida.
Mas foi  a Vva Clicquot que, com sua tenacidade, criou o processo champenoise (segunda fermentação na própria garrafa), transformando-o no vinho das celebrações no mundo inteiro.  O líquido era denso e turvo, com alto teor de doçura.
Com a Revolução Industrial e o enriquecimento da classe média, principalmente na Inglaterra, o luxo reservado à aristocracia se tornou presente também em eventos sociais. Para integrar-se ao contexto moderno era preciso eliminar a doçura e transformá-lo numa bebida que combinasse com qualquer refeição e pudesse ser degustada por longas horas. Foi então que Madame Pommery, com suas idéias inovadoras, criou o champagne brut. 

Champagne ou espumante? Se forem elaborados na região de Champagne/França, são chamados pelo mesmo nome. Quando feitos em outras regiões desse país, mas pelo mesmo método, são denominados cremants; na Espanha são Cavas, na Itália e América Latina, Espumantes. Sempre para compartilhar momentos de alegria. Tim tim!

(Revista Contemporânea -  novembro/2010)

Mais Artigos e Notícias

 
 
Essen Vinhos - Rua Hermann Blumenau, 207 - Centro. Florianópolis - SC (48) 3223-1500

Essen Imperial - Praça Hercilio luz, 177 - Centro.
São José - SC (48) 3259-7510
Essen Vinhos
Rua Hermann Blumenau, 207. Centro, Florianópolis, SC
(48) 3223-1500